Chefão do Globoplay, Erick Brêtas deixa a Globo após 26 anos – NaTelinha

 Chefão do Globoplay, Erick Brêtas deixa a Globo após 26 anos – NaTelinha
Compartilhe

Publicado em 05/02/2024 às 11:25,
atualizado em 05/02/2024 às 11:32
Erick Brêtas, então diretor de produtos digitais e canais pagos da Globo, responsável, entre outros negócios, pelo Globoplay, deixou a empresa após 26 anos. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (5). O executivo afirma ter tomado a “decisão de seguir em frente para um novo ciclo pessoal e profissional”.
Em texto publicado nas redes sociais, Erick Brêtas ressalta que “hoje, o selo Original Globoplay é marcador de prestígio”, tendo lançado 36 produções inéditas no ano passado. A gestão do diretor também foi responsável por alguns projetos da plataforma, como o Resgate, que levou novelas clássicas ao streaming.
Globo prepara saída de Boninho e “super BBB” para 2025

“Continuarei torcendo pelo sucesso de cada um e buscando contribuir para que o conteúdo brasileiro siga voando cada vez mais alto. Eu continuarei por aqui, agora totalmente na pessoa física, conversando sobre os assuntos do Brasil, do mundo e da vida”, escreveu Brêtas no X/Twitter.
O executivo estava na Globo desde 1997, quando chegou como estagiário no Jornalismo. Ele comandou o time que, em 2015, criou o Globoplay. Manuel Belmar, atual diretor de Finanças, Jurídico e Infraestrutura, assumirá a liderança de Produtos Digitais e Canais Pagos da Globo.
Em comunicado enviado à imprensa, Paulo Marinho, diretor-presidente da Globo, também falou sobre as mudanças. Veja ao final da reportagem.
“Amigos, hoje anuncio o fim de uma jornada de 26 anos na Globo. Cumpri os objetivos que combinei com a empresa em 2019, quando reassumi o Globoplay, e aos 49 anos de idade tomei a decisão de seguir em frente para um novo ciclo pessoal e profissional.
Tive a sorte de trabalhar com algumas das equipes mais talentosas do Brasil nas áreas de produto, tecnologia e negócios. E de ter as parcerias dos melhores criadores de conteúdo na Globo e no mercado independente.
Hoje, o selo ‘Original Globoplay’ é marcador de prestígio para uma série ou um doc. Só no ano passado foram 36 dessas produções. Muitas reconhecidas pelo sucesso em audiência, valor de produção e/ou impacto cultural.
Também trabalhamos pela evolução dos canais de TV por assinatura, como nas transmissões em 4K do Sportv e do Multishow e na distribuição do Premiere por plataformas digitais.
Os portais G1, GE, Gshow, a home da Globo. Com e o Cartola são líderes em seus segmentos e sinônimos de qualidade e credibilidade. E a Globo Filmes tem sido uma grande força neste novo renascimento do cinema brasileiro no pós-pandemia.
Aqui no X/Twitter abri um canal de diálogo saudável com fãs dos conteúdos da Globo e do Globoplay e estive sempre atento às opiniões de como podíamos melhorar nosso serviço. Dessa troca, nasceram projetos que fazem a alegria da ‘bolha noveleira’, como o Resgate, o Originalidade e o Fragmentos. Eles continuam, a propósito.
Obrigado à Globo, à família Marinho, aos colegas e equipes da empresa e aos parceiros do mercado por tudo o que fizemos juntos. Continuarei torcendo pelo sucesso de cada um e buscando contribuir para que o conteúdo brasileiro siga voando cada vez mais alto.
Eu continuarei por aqui, agora totalmente na pessoa física, conversando sobre os assuntos do Brasil, do mundo e da vida.
Abração!”
“Caras equipes,

Há alguns meses, Erick Brêtas me procurou para compartilhar suas reflexões a respeito do seu momento de carreira e me lembrar que neste primeiro trimestre de 2024 o Globoplay estaria atingindo os objetivos combinados entre a empresa e ele em 2019, quando reassumiu o comando da plataforma. Seu dever estava cumprido e, após 26 anos de dedicação à Globo, ele desejava seguir por novos rumos profissionais, com a segurança de que a estratégia digital da empresa está consolidada e seguirá seu caminho de sucesso.

Erick construiu um legado, imprimindo sua marca em cada etapa, sempre com vontade de fazer diferente, transformar e inovar. Começou como estagiário em abril de 1997 e seguiu sua trajetória no Jornalismo da TV Globo, onde ocupou posições de destaque como editor-chefe do ‘Jornal da Globo’ e diretor regional de Jornalismo do Rio. Nesta posição, aliás, foi um dos líderes do time que conquistou o Emmy Internacional, em 2011, na categoria Notícias. Seu perfil inquieto e curioso fez com que desbravasse outras oportunidades, mergulhando no digital. Mais tarde, em 2015, essa sua busca pelo novo o conduziria até a liderança da criação do Globoplay, que contribuiu para reafirmar nossa estratégia de aproximação e oferta direta ao consumidor brasileiro.

Para avançarmos, era necessário conhecer outros mercados, mapear novos parceiros, oportunidades de investimentos e buscar o que de mais moderno existia no polo de inovação do mundo: o Vale do Silício. Lá, como diretor de negócios, Erick conectou a Globo a empresas de ponta em tecnologia, que contribuíram para acelerar nosso processo de transformação digital. Após quase dois anos de vivência fora do país, retornou para reassumir o Globoplay, trazendo na bagagem o repertório necessário para alavancar a evolução da nossa plataforma.

Durante a unificação das empresas, Erick conduziu a criação da área de Produtos e Serviços Digitais, que concentrou, além da nossa plataforma de streaming, um portifólio de sites e produtos que lideram seus segmentos no ambiente digital – G1, GE, GShow, Globo.Com e Cartola. Alguns anos depois, assumiu Canais Pagos, Negócios Internacionais e Globo Filmes, resultando na diretoria de Produtos Digitais e Canais Pagos.

No Globoplay, a diversidade de conteúdos representada pelos canais da Globo e pelo nosso portfólio de originais atraiu milhões de assinantes e consolidou nosso serviço como um dos poucos players regionais de streaming capazes de competir, em seu país, com as plataformas globais. Erick se despede, deixando marcos importantes para Globo e para todos nós.

Para assumir a liderança de Produtos Digitais e Canais Pagos, convidei Manuel Belmar, atual diretor de Finanças, Jurídico e Infraestrutura, área que continuará sob sua gestão.

Belmar tem uma trajetória executiva sólida e de sucesso, dentro e fora da Globo. Ingressou no Grupo em 2003, como gerente-geral de tesouraria na Infoglobo, e posteriormente foi promovido a diretor financeiro. Em 2009, assumiu a diretoria financeira e de gestão da Globosat. Alguns anos depois, ampliou seu escopo, tornando-se diretor de operações, tendo também entre suas responsabilidades as frentes de tecnologia e engenharia, vendas de publicidade e transformação digital. Durante o Programa UMASOGLOBO, liderou o grupo que trabalhou na construção da visão e do modelo D2C – direct to consumer– agregando com sua capacidade estratégica apurada e domínio do nosso negócio e do mercado. Seu estilo de liderança é reconhecido por todos e muito alinhado aos nossos valores e à nossa Cultura.

Belmar seguirá os compromissos de buscar cada vez mais o crescimento dos produtos digitais da Globo, gerir o portifólio da área de Produtos Digitais e Canais Pagos, garantindo o equilíbrio entre os modelos de negócio, e explorar diferentes segmentos, de acordo com a evolução de hábitos do consumidor, mantendo o foco em resultados cada vez mais relevantes e que atendam às necessidades do público brasileiro, hoje e no futuro.

Em meu nome e da minha família, agradeço ao Erick pelo comprometimento e pela dedicação à Globo ao longo destes anos. Ao Belmar, desejo muito sucesso no novo desafio.

Paulo Marinho
Diretor-presidente da Globo”
Enviar notícia por e-mail
Compartilhe com um amigo
Reportar erro
Descreva o problema encontrado

source